7 dicas para você aproveitar o melhor de Israel

10 motivos para visitar e conhecer Gramado!
10 motivos para visitar e conhecer Gramado!
13 de agosto de 2019
10 atrações para não perder em Beto Carreiro World!
10 atrações para não perder em Beto Carreiro World!
23 de agosto de 2019

7 dicas para você aproveitar o melhor de Israel

7 dicas para você aproveitar o melhor de Israel

Chegou a sua vez de aproveitar o melhor de Israel, esse lugar surpreendente que mexe com as emoções das pessoas devido seu grande apelo cultural, histórico, gastronômico e sobretudo, religioso.

Israel é um País do Oriente Médio, fica ao norte com o Líbano e a Síria, ao leste da Cisjordânia e Jordânia e ao sul do Egito. Possui uma dimensão territorial pequena com 22.145 km² e uma população de aproximadamente 7 milhões de pessoas.

Durante a viagem é possível percorrer o País de ponta a ponta e conhecer paisagens incríveis, belos sítios arqueológicos e realizar o tão sonhado turismo religioso. Confira mais dicas à seguir:

Visite os lugares sagrados de Jerusalém

Um dos maiores motivos que levam multidões para Israel é sem sombra de dúvidas o “turismo religioso”, afinal, o País é a “Terra Santa” e não é somente para os católicos, mas sim, para outras religiões como:

  • Cristãos – O “Santo Sepulcro”
  • Judeus – Onde será possível conhecer o “muro das lamentações”
  • Muçulmanos – Onde tem a “esplanada das mesquitas”

O País certamente querem aproveitar o melhor de Israel através do privilégio de pisar em um lugar onde Jesus Cristo andava. A bíblia sagrada é repleta de passagens que aconteceram em Israel.

Além disso, essa parte do País tem grande importância na história da humanidade, inclusive, gera muitos desacordos no Estado de Israel por questões religiosas.

O Santo Sepulcro é um dos pontos bastante visitados por cristãos do mundo inteiro, ele fica localizado dentro de um basílica, no entanto, para conseguir ter acesso, é necessário esperar na fila, por isso, é melhor se programar para ir ao local bem cedo, dessa forma, é possível fugir do grande movimento de pessoas.

Siga a via sacra e faça o caminho que Jesus fez minutos antes de sua morte na cruz. Esse trajeto é realizado dentro de uma área murada da Velha Jerusalém, e é um lugar santo e de muita oração.

Nesse caso, a dica é ter um guia turístico, pois não é todo caminho que possui a marcação da via sacra, além disso, existem muitos ambulantes e outras dispersões.

Aprecie a beleza de Jerusalém

Depois de conhecer a rota sagrada, se permita aproveitar o melhor de Israel em pontos estratégicos como:

– Monte das Oliveiras – Muito citado na bíblia, essa paisagem pode ser admirada em qualquer horário, onde é possível ver a região murada da cidade velha de Jerusalém, a cúpula dourada da Mesquita, o cemitério Judeu e a Igreja de todas as Nações.

Algumas pessoas vão ao local no por do sol, devido o incrível cenário.

– Show de luzes da Torre de Davi – Na época, ela foi construída para proteger os muros da cidade velha de Jerusalém e hoje, tem um museu no local, onde é mostrada a história da cidade.

A sua arquitetura é muito bonita e ao anoitecer, tem um show de luzes chamado de Night Spetacular que conta a história de Israel em grandes projeções. 

– Museu do Holocausto – Essa visita é guiada por Judeus que contarão a história.

– Conhecer os muros da velha Jerusalém – Uma grande questão cultural é mostrada nessa região, pois essa parte já existia há 3 mil anos de Cristo e hoje, pode ser conhecida, pois tem bairros Judeus, Árabes, Armênio e Cristãos.

Flutue no mar morto

O mar morto é um dos pontos mais baixos da terra, por isso, seu índice de salinidade não permite que ninguém afunde.

O lugar é repleto de turistas tirando fotos animadas, pois é possível boiar sem esforço.

A água desse lago é conhecida por ser terapêutica e ter grande capacidade de cicatrizar ferimentos.  Toda a paisagem ao redor é realmente única.

Não deixe de conhecer o deserto da Judéia

As ruínas é um dos maiores sítios arqueológicos do mundo e são protegidas pela UNESCO.

A paisagem é de deserto, possuem grandes paredões, entretanto, em seu topo está a antiga cidade de Massada construída em 30  a.C onde havia o palácio do Rei Herodes. Apesar da cidade não existir mais desde a invasão dos Romanos em 73 a.C, o lugar é realmente impressionante e histórico.

Ainda no deserto da Judéia, existe um jardim botânico, o Kitbutz de Ein Gedi que vai mostrar aos turistas como a beleza das plantas pode nascer em pleno deserto.

Caminhe pela Galileia

O lugar abriga um dos mais bonitos sítios arqueológicos de Israel, fica na cidade do Acre. Nele se encontram túneis subterrâneos que foram construídos pelos Otomanos e Cruzados, esse passeio é como se fosse dar uma volta no passado da humanidade.

Ainda na Galiléia, tem o Parque Nacional Gan Hashlosha, cujo existe uma nascente com 3 piscinas durante o ano inteiro. Os visitantes ficam encantados com a possibilidade de dar um mergulho bem no meio do deserto.

Aproveite a gastronomia diversificada

A comida de uma nação diz muito sobre sua história, em Israel não é diferente. No País, é possível desfrutar da culinária árabe, mediterrânea, culinária judaica Kosher e de Países norte Africanos.

Existem muitos pratos que são originados de cada parte do País. Caso der uma passada em Tel Aviv, perceberá que existem opções da cozinha internacional com muito sabor e requinte.

Inclusive, aqueles que gostam de agito, diversidade culinária e bela arquitetura, vão se encantar com a capital de Israel.

Dicas mistas para aproveitar o melhor de Israel

Israel tem um clima agradável o ano inteiro, mas, no verão é mais quente e seco, enquanto que no inverno tem temperaturas mais amenas, mas pode chover.

A melhor época para visitar Israel é entre Fevereiro a Maio e de Setembro a Novembro. As temperaturas são boas e sem frio e chuva.

Em épocas de feriados religiosos, as cidades ficam lotadas, sobretudo dentro do calendário Judeu e Cristão. 

Portanto, consulte o calendário, pois os Judeus seguem um diferente dos Cristãos.

Por se tratar de um turismo religioso misto, é ideal que os visitantes se vistam discretamente, sem exibir o corpo de maneira exagerada. É uma forma de respeito. Na capital, as vestimentas são normais.

O idioma oficial do País é o Hebraico e o Árabe, mas a população fala Inglês, inclusive, as placas de sinalização são descritas nessas 3 línguas.

A moeda de Israel é o NIS (Novo Sheker Israelense). Cada dólar, vale aproximadamente 4 NIS. Em todo o País se aceita cartão de crédito.

Os brasileiros não precisam de visto para viajar para Israel, entretanto, todos que chegam no País, passam pelo processo de imigração para então, pegar o visto de entrada com direito a estadia de 3 meses.

Curtir e aproveitar o melhor de Israel fica mais fácil quando os visitantes são assessorados por um guia, afinal, existe muita história para conhecer.

E se for curtir em grupo é melhor ainda! Aproveite nosso pacote de viagem em grupo e desfrute de todas as riquezas e magias que Israel pode oferecer!

  • 18
  •  
  •  
  •  
  •  
    18
    Shares
  •  
    18
    Shares
  • 18
  •  
  •  
  •  

FIQUE POR DENTRO DAS

DICAS DA MARY LEMOS TURISMO

Mary Lemos Turismo
Mary Lemos Turismo
O time Mary Lemos conta com Maria Lucia Lemos, há 30 anos no Mercado de Turismo e Kathy Polizel há 13 anos. A Agência de Turismo tem como premissa conectar pessoas e lugares criando possibilidades, sempre buscando os melhores preços e transformando passeios ou viagens de negócios em uma ocasião prazerosa e sem imprevistos com nosso suporte e apoio em tempo integral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *